Teologia de «Agnus Dei» v/s Teologia de Libertação

O Cristianismo de «agnus dei» com práticas de «santos passos» foi uma arma psicológica muito eficaz na expansão colonial portuguesa. Durante a quaresma, e na semana santa em particular, criava-se cenários de histeria pública. Basta ler algumas páginas das crónicas dos jesuítas na India e no Brasil nos séculos XVI e XVII para ter uma ideia como os devotos naturais se comoviam, esquecendo a curto prazo as opressões a que eram expostos.  Servia-se de «confrarias» para mobilizar as populações convertidas para maior eficácia destes exercícios, com emulação e rivalidade. As confrarias adoptaram ainda murças com cores diferentes para os irmãos de castas diferentes na Índia. Que belo exemplo de sociologia religiosa do exclusivismo! Conta-se como uma senhora agonizante de uma casta baixa em Goa não quis invocar Jesus, porque a confraria de Jesus era dos brâmanes da aldeia! Os dominicanos instalaram confrarias do Rosário para os escravos nas colónias! O Pe Vieira consolava os escravos do Brasil nos seus sermões: Achava bom que fossem escravos no corpo, para assim não serem nunca escravos na alma!  Esta santa preocupação transmite bem a teologia de «Agnus Dei». Legitimava-se a realidade colonial e ainda ganhava-se mérito espiritual.

Que triste legado de perversão religiosa herdado pelos povos do império ibérico! É contra isto que se insurgiu a chamada teologia de Libertação na América Latina e não só. Tem outros nomes na Ásia e na África. E em Portugal há quem se orgulha de ser católico não-praticante! Os católicos não-praticantes deviam ser os povos por estes (seus antepassados) colonizados!

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s