O Cabeção com Pedro Araújo

O Rui Cabeção é um bem sucedido jogador de futebol, reforço do Náutico, clube do Recife, que se prepara para o Brasileirão. Chegou ontem e está hospedado no mesmo prédio em que o quase-lenda-da-bola-que-só-não-o-foi-por-quase-tudo-falta-de-talento-inclusive Pedro, o Araújo, se encontra a gozar os últimos dias no Nordeste.

Pedro,a quase-lenda, encontrou Cabeção no cofee-shop. Embora nunca tivesse ouvido falar dele, Pedro, o quase-lenda, viu nele características quase intrínsecas ao bem sucedido homem do chuto na bola: novo, atlético, escuro, com roupa de marca, desportiva, e acessórios a mais, estes sim, a não admitirem o erro na hora de avaliar e decidir de quem se trata. O Cabeção, apesar de tudo, perguntava os preços das coisas antes de as adquirir, sinal que não perdeu todas as qualidades, sinal que o dinheiro ainda não assegura o futuro, talvez. Sinal de que o Cabeção não esquece as origens. É um bom sinal o Cabeção perguntar os preços, mesmo que dum pacotinho de bolinhos de 1, 5 reais. (Que exagero, Cabeção, perguntares o preço de um saquinho de bolinhos que,está-se mesmo a ver,não custa mais de 2 reais! Não leves tão a sério os avisos da mamã, que te disse, antes de saíres lá do sul, que os pernambucanos são todos ladrões).

Quando acabou as compras, uma garrafa de água e um pacotinho de bolinhos, o Cabeção juntou todos os acessórios que transportava, que tinha colocado em cima do balcão, antes das compras. Debaixo do sovaco acomodou um PDA, e nas mãos estava um par de óculos escuros (aqui dizem “um óculos”-irrita-me tanto!), a chave do carro, um saco e as compras recentes. Cabeção esqueceu-se do celular e foi então que Pedro humilhou o Cabeção:

-E então,o telefone não é seu?

Virou-se para trás, com as mãos cheias, e lá arranjou mais uma espaço pro celular, não sem dificuldades Agradeceu a Pedro, a quase-lenda, e cumprimentou o Guilherme. (Será que Cabeção sabe que Pedro é o “quase-lenda” e Guilhereme o seu filho? Se sabia, foi discreto).

Lá foi o Cabeção, todo satisfeito. A transferência foi cara e ele está “bombado” (com dinheiro, bem na vida), segundo me confidenciou a senhora que o ia levar a dar uma volta pela cidade, para que escolhesse apartamento:

-O Cabeção quer apartamento grande, seu Pedro.

Pois, o Cabeção vai trazer a família toda, está-se mesmo a ver. Grande Cabeção, que não esquece quem o pôs no mundo. É assim mesmo Cabeção! Se vais ser um senhor, leva os teus contigo para serem senhores também.

Não te percas, Cabeção!

Pedro Araújo <pedroaraujo68@gmail.com>

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s