A Igreja anglicana e o Governo trabalhista em confronto

A Igreja anglicana do Reino Unido (Church of England) acha bem a separação do Estado e da Igreja para evitar os conluios entre os políticos e os interesses religiosos privados, mas queixou-se num relatório que acaba de emitir que a política do governo trabalhista tem sido de ignorar e não reconhecer os serviços prestados pela Igreja às secções mais carenciadas da sociedade. O bispo de Hulme, Stephen Lowe, particularmente envolvido com a pastoral urbana e assistência social, deu voz ao desagrado da igreja anglicana acerca do laicismo exagerado do Estado. Concretamente, o Estado é acusado de não seguir uma política aberta de financiamento a grupos mais envolvidos em projectos de assistência social. É neste contexto que caracteriza a política do governo trabalhista injusta para com os esforços da igreja que fez e faz parte integrante da cultura e preocupações nacionais. Considera incorrecta a atitude do governo em limitar-se a apaziguar a comunidade muçulmana somente por razões políticas e considerações associadas com o terrorismo. Também acha questionável confiar nas empresas privadas e de negócios para distribuição de fundos assistenciais do Estado. No relatório oficial da igreja anglicana sobre esta questão, as autoridades pedem ao governo a nomeação de um “ministro para as religiões”.

Clicar aqui para ouvir audio da BBC

Sabemos que os sentimentos dos representantes da igreja católica em Portugal não são muito diferentes.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s