“Venenos de Deus, Remédios do Diabo” de Mia Couto. Uma boa leitura para férias

O escritor moçambicano Mia Couto lançou recentemente um livro diferente, com um título sugestivo  Venenos de Deus, Remédios do Diabo, sobre o tempo, a vida e a morte que aconselho vivamente.

No Diário de Notícias  do dia 11 de Junho leu-se um excelente artigo sobre o escritor e o seu recente livro, sob o título “A tristeza é o meu território, mas essa tristeza nunca me derrotou”. “(…)O mote é o seu 23.º romance, um livro sobre o tempo – o passar do tempo – e a capacidade de mentir, o jogo de mentiras, o encenar para poder existir. E é também sobre a morte e o amor numa terra imaginária, Vila Cacimba, lugar que “só existe por via da mentira”, onde quem chega também mente; metáfora de outra cacimba que ora revela ora adensa mistérios e mentiras e enigmas à volta de uma família. “Há mais coisas a descobrir numa família do que numa vista a Marte”, diz Mia Couto citando de cor o autor israelita Amos Oz. “Este livro fala sobre a quantidade de segredos que pode ser desvendada a partir desta incursão no universo familiar. Qualquer que seja a família, esconde sempre segredos”, afirma o escritor no seu falar devagar, pausado, quase sussurro como quando diz que só há pouco começou a sentir que o tempo passa. (…)”. Descubram porque afirmo ser um livro diferente.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s