O primeiro cardeal da Índia

O Cardeal Valerian Gracias foi Arcebispo da diocese de Bombaim desde 1950 até a sua morte em 1978. Nasceu em Karachi (no Paquistão moderno) em 23 de outubro de 1900 e faleceu em 11 de setembro de 1978. Era filho de José Gracias, de Dramapur, e Carlota Gracias, de Navelim de Salcete, em Goa. Ele foi baptizado, crismado e recebeu a primeira comunhão na Igreja de São Patrício (St.Patrick’s Church), em Karachi. O seu Pai faleceu em 1902. Ele tinha uma irmã mais velha,  Paulina. A Mãe não sabia nem ler nem escrever, mas como dizia ele, “ela ensinou ao filho mais do que ler e escrever”. Ele estudou na St.Patrick’s High School em Karachi, no Seminário de S. José em Mangalore humanidades, retórica, oratória e filosofia, desde 1918 até 1921; e no Seminário Pontifical de Kandy em Ceilão, desde 1921 até 1926, onde obteve o seu Doutoramento em Teologia. Foi ordenado sacerdote em 3 de outubro de 1926 em Kandy. Fez trabalho pastoral na igreja de São Pedro em Bandorá de 1926 a 1927, e a seguir foi para Roma estudar na Universidade Pontifícia Gregoriana, em novembro de 1927 até 1929. Obteve o grau de Magister Aggregatus. Em 1929 completou os seus estudos e voltou a Bombaim para ser Secretário do Arcebispo Joaquim Lima, SJ, e Chanceler Diocesano de Bombaim, desde agosto de 1929 até 1937. Ele foi pregador em Bombaim e noutras dioceses da Índia e da Birmânia. Desde 1937 até 1946, fez trabalho pastoral na Arquidiocese de Bombaim, foi conselheiro (advisor) da “Catholic Students’ Union”, editor do Messenger of the Sacred Heart, desde 1935 até 1942, membro do corpo editorial da revista Clergy Monthly; e co-editor de The Examiner, de 1938 a 1939. Foi nomeado o primeiro Reitor Indiano da Holy Name Cathedral em dezembro de 1941. Em 16 de maio de 1946, foi nomeado Bispo Auxiliar de Bombaim e Bispo Titular de Theneso. Recebeu a Ordenação Episcopal em 29 de Junho de 1946 das mãos do Arcebispo de Bombaim, Tomás D. Roberts, SJ, na igreja de São Pedro em Bandorá, participando na cerimónia de sagração os Bispos Víctor Fernandes, Bispo de Mangalore, e Tomás Pothacamury, Bispo de Bangalore, como co-consecrantes. Ele esteve presente na ocasião da proclamação solene do Dogma da Assunção da Virgem Maria em Roma, em 8 de dezembro de 1950.

Foi promovido a Arcebispo de Bombaim em 4 de dezembro de 1950 e após a morte do Cardeal-eleito Carlo Agostini, foi elevado a Cardeal-sacerdote de S. Maria na Via Lata no Consistório de 12 de Janeiro de 1953 pelo Papa Pio XII. Foi o primeiro Cardial da Índia, e primeiro cardeal asiático. Desde 1954 até 1972,  foi Presidente da Conferência de Bispos Católicos da Índia. Foi legado papal ao Congresso Mariano da Índia Oriental, em Bombaim, em 18 de novembro de 1954, ao Congresso Eucarístico da Birmânia, em Rangoon, em 25 de dezembro de 1955.

O Cardeal Gracias foi um dos cardeais eleitores no conclave papal de 1958, que elegeu o papa João XXIII, e de novo no conclave de 1963, que elegeu o papa Paulo VI. Ele tomou parte no Segundo Concílio Vaticano (1962-1965), e juntamente com Card. Joseph Ritter, assistiu o Card.Grégoire-Pierre Agagianian a declamar uma das mensagens de termo do Concílio em 8 de dezembro de 1965. Em 26 de Janeiro de 1966, ele foi condecorado com Padma Vibhushan, a segunda mais alta condecoração nacional da Índia, pelo Presidente Sarvepalli Radhakrishnan (1988-1975). Card. Gracias assistiu à Primeira Assembleia do Sínodo Mundial dos Bispos, na Cidade do Vaticano, de 29 de setembro a 29 de outubro de 1967. Ele foi um dos três presidentes delegados da Assembleia. Adoeceu em maio de 1978, não podendo participar nos conclaves de agosto e de outubro de 1978, que elegeu o Papa João Paulo I e João Paulo II. O Cardial Gracias faleceu de cancro em Bombaim, em 11 de setembro de 1978, na idade de 77 anos. Foi sepultado na Catedral Metropolita de Holy Name, de Mumbai.

Cardeal Valerian Gracias foi um acérrimo defensor do fim do colonialismo em Goa. Obviamente era persona non grata para as autoridades portuguesas em Goa. O patriarca de Goa, D. José da Costa Nunes, sentindo-se ultrapassado na nomeação do primeiro cardial para Índia, decidiu renunciar ao seu cargo. Salazar conseguiu de seguida que o Vaticano o nomeasse Vice-Camerlengo do Vaticano.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s