De volta a 1891?

 

Um boom financeiro seguido de depressão?

O comportamento do Estado perante o papel inflacionista do crédito bancário, bem como perante as depressões, torna a teoria “Austríaca” numa interessante perspectiva de análise histórica. Uma vez que as tentativas de explicação da realidade não emergem dos conjuntos de dados estatísticos coligidos, mas requerem o recurso à teoria (neste caso, económica) que conduza a sua leitura, o que aqui se pretende é meramente fazer uma tentativa de aproximação à realidade nesses moldes. As crises bancárias em Portugal, no século XIX, indiciam a presença de fenómenos ligados à inflação do crédito. Uma destas crises, a de 1891, cai dentro do período aqui estudado e a sua importância é tanto maior quanto a ela está ligada uma crise geral do regime monetário que vigorara no País nas quatro décadas anteriores. Trouxe-nos a República e o Estado Novo.  Não sabemos o que a presente crise nos poderá trazer. Os biliões de euros injectados ontem pelos países ricos da UE vão-nos salvar, ou vão-nos colonizar? Estamos em vésperas de uma re-estruturação política profunda na UE?

Clique para ler mais …..>

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s