Os negócios espaciais

A China e a Índia estão a fazer tudo para contestar a dominação de Washington na indústria de lançamento. São competidores emergentes de baixo custo na produção de satélites e candidatos a potências espaciais.

Em setembro, a Índia enviou um satélite espião em órbita com apoio de Israel, tradicional cliente da indústria americana de lançamento. Alguns meses antes, Nova Delhi colocou em órbita os satélites italianos Italie Agile. Em maio, Pequim foi bem sucedida ao lançar um satélite de comunicações fabricado na China, com o apoio da Nigéria, e um satélite similar deve ser lançado pela África do Sul e Brasil.

Nos próximos anos, o céu e o exterior do Sistema Solar podem assistir a uma mistura de concorrência e cooperação entre potências grandes e potências emergentes. Por razões da terra, deve-se esperar que a cooperação e paz, mais do que a militarização do espaço, seja o que vai acontecer lá em cima.

Ler mais —->

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s