O que mudou desde 25/11 em Goa e 26/11 em Mumbai?

Pouco ou nada parece ter mudado desde 25/11 em Goa (1510) e 26/11 em Mumbai (2008). Vejamos alguns paralelos nestas duas ocasiões.  Escrevia Afonso de Albuquerque ao seu rei D. Manuel em 22 de Dezembro, quase um mês após o seu ataque decisivo à Goa:

«Na tomada de Goa e desbarato de suas estâncias e entrada da fortaleza nosso senhor fez muito por nós, porque quis que acabássemos um feito tão grande e melhor do que nós poderamos pedir:  Ali faleceram passante de trezentos turcos, e dali até ao passo de Banastery e de Gomdaly per esses caminhos jaziam muitos mortos que escaparam feridos e caíam ali, e outros muitos se afogaram à passagem do rio e muitos cavalos: depois queimei a cidade e trouxe tudo à espada  e por quatro dias continuadamente a vossa gente fez sangue neles; por onde quer que podíamos achar, não se dava vida a nenhum mouro, e enchiam as mesquitas deles e punham-lhe o fogo. Aos lavradores da terra e brâmanes mandei que não matassem. Achamos por conta serem mortas seis mil almas mouros e mouras e dos seus peães archeiros, muitos faleceram… nenhuma sepultura nem edifício de mouros não deixo em pé. Os que agora tomam vivos, mando-os assar!»

Leia o resto no diário oHeraldo de hoje em Goa:

http://www.oheraldo.in/printerfriendlypage.asp?nid=13612&cid=14

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s