Os ganhos dos talibãs: quando se ignora a História…

Os talibãs têm sido adeptos da arte de aproveitamento das divisões sociais no Paquistão. É o que lhes dá força no vale de Swat e poderá dar-lhes entrada na rica e politicamente importante província de Panjab.  O Paquistão continua a ser um país feudal. 

Ao contrário da Ìndia após a sua independência em 1947, o Paquistão manteve uma faixa reduzida de classa alta de terra-tenentes com a grande maioria de trabalhadores numa posição dependente. Nenhum  governo no Paquistão até agora  foi capaz de pôr a funcionar uma reforma agrária, nem de providenciar ao público geral o acesso básico à educação e à saúde. As massas rurais não veem qualquer futuro melhor para elas. 

Os analistas políticos e oficiais do Estado avisam que a estratégia seguida pelos talibãs no vale de Swat poderá ser adoptada também na provincia de Panjab, onde eles já manifestam considerável influencia e presença. 

Mahboob Mahmood, um jurista de naturalidade paquistanesa-americana e ex-colega do  Presidente Obama, comentou, “O povo do Paquistão está psicologicamente preparado para uma revolução.” 

A militância Sunni está a fazer aproveitamento da profunda divisão das classes sociais no Paquistão. Ela promete mais do que música e educação. “Promete justiça islâmica, governância eficaz, e redistribuição económica.”

A estratégia talibã para o vale de Swat, uma área ocupada por  1.3 milhões de habitantes com quintas férteis, florestas e minas de esmeraldas, foi executada durante um curto período de cinco anos. 

Leia mais ——–>aqui

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s