Os Bentos

Coincidências?

Bento XIV “provou” o martirio de 5  Jesuitas de Cuncolim em Goa (1583) em 1741. Eles foram beatificados em 1893. Foram esquecidos 14 leigos (incluindo 13 goeses locais) que foram mortos com eles pela população local por lhes terem destruido (com a ajuda da tropa portuguesa) o templo uns dias antes e lhes terem lançado carne da vaca no tanque de purificação do templo!  Em 1983 quando era altura do 4º centenário do “martírio” houve sérias desavenças na freguesia de Cuncolim e a casta dominante de Chardós exumou e lançou para fora do cemitério os restos mortais de alguns fregueses da casta brâmane.  O conflito que daí resultou levou os Chardós a expulsarem o pároco brâmane nomeado pelo arcebispo e a nomearem um pároco da sua própria casta. O arcebispo recorreu a sançoes espirituais, para além de ter que pedir a intervenção da polícia. Ainda um painel representando a “Mhamai Saibinn” (deusa hindu da localidade) foi colocado pelos paroquianos rebeldes durante alguns dias no altar principal dedicado a Nossa Senhora da Saúde. As comemorações reduziram-se à profanação do cemitério e da igreja.

Sabe-se que foi Bento XV que beatificou Nuno de Santa Maria Alvares Pereira. E  coube a Bento XVI canonizá-lo.

Segue a coluna sobre este assunto no diário Herald (Panjim, Goa) de hoje: http://tinyurl.com/p6ny45

Teotónio R. de Souza

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s